iPad Pro: Uma poderosa ferramenta para profissionais


A Apple sempre teve interesse no mercado profissional para seus iPads e agora mais do que nunca entrou de cabeça para esta realidade. Nos últimos trimestres fiscais a maçã via seu iPad ter uma forte diminuição nas vendas e então resolveu fazer um novo apelo no mercado. O iPad Pro chega claramente para o publico profissional e traz com ele acessórios polêmicos.

O hardware do dispositivo consegue ser superior a maioria dos notebooks convencionais. Isso graças ao seu novo chip A9X que conta com gráficos superiores até mesmo aos de consoles atuais. Isso é necessário para comportar a nova tela, que tem 12.9 polegadas e resolução de 2732 x 2048 pixels com 264 pixels por polegada. A tela é totalmente laminada e conta com um processador, que gerencia toda a tela. Isso é também semelhante a computadores.


A Apple ainda não revelou os detalhes sobre o processador A9X. Só devemos de fato saber sobre ele em Novembro, quando tivermos benchmarks do dispositivo. Mas a Apple afirma que ele é quase 2x mais poderoso que o processador A8X, do iPad Air 2. De acordo com a maçã o iPadão será capaz de renderizar videos 4K em alta velocidade, manipular objetos 3D sem engasgos e até mesmo fazer as duas coisas ao mesmo tempo graças ao seu exclusivo splitscreen que consegue rodar dois aplicativos na resolução retina do iPad Air 2 ao mesmo tempo. Um diferencial neste iPad é o controlador de armazenamento. De acordo com a Apple o A9X é tão rápido que exigiu um novo controlador de memória que aumenta a velocidade de leitura e gravação, ou seja, você vai abrir um vídeo 4K como se fosse um simples vídeo em HD. O mais surpreendente deste iPad é a memoria RAM. A Apple não costuma dar muita atenção para a memória RAM em dispositivos que rodam iOS, porém desta vez a Adobe "sem querer" revelou que o iPad Pro tem 4GB de RAM. O que até faz sentido, rodar dois aplicativos na resolução da tela retina do iPad não deve ser fácil.


Claro que não adianta ter uma tela enorme sem ter uma real utilidade pra ela. O iPad Pro vai contar com aplicativos que aproveitam o tamanho da tela, o AutoCAD 360, Photoshop Fix, iMovie e toda a biblioteca profissional da App Store deverá ser reformulada para iPads, com novos recursos avançados. O iPad também conta com novo sistema de auto falantes que detecta a forma como você esta segurando o tablet para oferecer a melhor experiencia ao usuário. O dispositivo ficou muito bonito: Conta com o mesmo design do iPad Air 2, e tem incríveis 6.9mm de espessura.

Acessórios polêmicos


A Apple Pencil: Uma caneta especial para telas touch provocou polemica porque em 2007 Steve Jobs apresentou ao mundo o iPhone com multitouch dispensando o uso de Stylus que na época eram usadas no Touchscreen resistivo. Com o touchscreen capacitivo que temos hoje em dia não é necessário uma caneta para que o touch funcione corretamente e Jobs falava exatamente disso. A Apple Pencil não tem o mesmo propósito das Stylus que tínhamos antes do iPhone, ela veio para os profissionais do desenho. Ela conta com uma avançada tecnologia de inclinação, pressão e alinhamento, que proporciona uma grande experiência para desenhistas e profissionais do ramo. Claro que os tabloides e sites não muito confiáveis de tecnologia fizeram ataques a maçã comparando as duas coisas que na verdade não tem ligação.


Outra polemica foi o Smart Keyboard: Um teclado que fica junto a SmartCover. Claro que o teclado conta com uma nova tecnologia de teclas que o assemelha ao teclado do Macbook e pode ser conectado ao iPad pelo novo Smart Conector, que veio exclusivamente para acessórios. Mas é claro que o pessoal não perdeu tempo e ficou comparando com o Microsoft Surface. Bom, o Surface é um hibrido, um Notebook que também quer ser tablet. A proposta da Apple é um pouco diferente: Levar o iPad para o mercado profissional, sem a necessidade de equipara-lo com um Notebook. Ou seja; Ele roda iOS, é fino, é leve, conta com aplicativos moveis e não softwares de desktop.


Especificações do dispositivo

Processador: Apple A9X e coprocessador M9.
Memoria RAM: 4GB (especulado)
Tela: 
2732x2048 pixels - 264 PPI
Sensores extras: Touch ID, Sensores para Apple Pencil, Smart Conector e sistema inteligente de auto falantes.
Câmera Traseira: 8 megapixels
Câmera Frontal: 1.2 megapixels.
Espessura: 6.9mm
Peso: 713 gramas
Cores: Prata, Cinza Espacial e Ouro Amarelo
Armazenamento: 32 GB e 128 GB Wifi e 128 GB com 4G

E você, acha que a Apple errou em lançar um tablet gigante? Usaria um para o trabalho? Deixe nos comentários!
Compartilhar no Google+

Sobre Renan Gonçalves

Tenho 19 anos, sou estudante de Ciência da Computação e Redator, gosto de desenvolver para Web, programar e amo o universo Apple, tenho um iPhone 5S e um iPad Air, mas também dou uma chance ao Windows. Acesse meu Blog | Twitter | Facebook
    Comentários do Disqus
    Comentários do Facebook

0 comentários :

Postar um comentário